Cais da Lixa vai ter quatro novos postos de acostagem

27 de Junho de 2017
Cais da lixa 1 473 1000

“É uma honra, tanto para mim, como Presidente, bem como para Gondomar, viver este momento. Não estamos apenas a assinar um protocolo, estamos aqui a fazer história”, referiu Marco Martins, na abertura da cerimónia da assinatura do protocolo entre a Câmara Municipal de Gondomar e a APDL (Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, S.A.), para a implementação de quatro novos postos de acostagem, a criação de uma zona de estacionamento, ciclovia e via pedonal, bem como uma nova rotunda para ordenar o acesso dos autocarros turísticos, de forma a torná-lo apto, tanto para fins laborais, como turísticos. O projeto, no valor global de 2,5 milhões de euros, vai possibilitar à zona do cais da Lixa receber até dez navios ao mesmo tempo.

A cerimónia contou igualmente com a presença da Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, do Presidente da APDL, Brogueira Dias, autoridades militares, dos vereadores Aurora Vieira, Carlos Brás e Hélder Figueiredo, em representação do Executivo do Município, e largas dezenas de gondomarenses.

“Neste momento, culminam três anos de trabalho árduo e consecutivo, para a concretização deste projeto que se situa numa localização privilegiada – ora por fazer ligação ao Porto de Leixões; ora pela proximidade da A41 e, consecutivamente, do aeroporto; ora por cruzar as rotas dos operadores turísticos do Douro. O turismo é uma fonte de alavancagem fundamental para Gondomar” – concluiu o Presidente da Câmara, Marco Martins, antes de se proceder à assinatura do protocolo em questão.

Depois, a Ministra do Mar corroborou as palavras proferidas por Marco Martins, no que toca à importância do rio Douro e à exploração de todas as suas potencialidades, bem como ao poder de concretização deste Município, o que trará vantagens para todos, seja a nível regional, seja a nível nacional. "Promover tudo o que tem a ver com o turismo marítimo e navegável é uma prioridade para o Governo. E efetivamente o Douro não é só uma prioridade para Gondomar ou para a região Norte, é uma prioridade para o país", disse Ana Paula Vitorino.

Já o presidente do Conselho de Administração da APDL, Brogueira Dias, tinha considerado este cais "importante para a filosofia navegável do Douro", acrescentando que o projeto "também incidirá na regularização das margens e na contenção da erosão".

A cerimónia encerrou com a atuação de um grupo de dança da Associação “10 de Junho”, com o Douro como cenário de fundo.

Hoje
Hoje
Mín C
Máx C
Amanhã
Amanhã
Mín C
Máx C
Depois
Depois
Mín C
Máx C