Rede Social

A Rede Social, implementada no município desde 2003, é um fórum de articulação e congregação de esforços, baseado na adesão livre por parte das autarquias e de entidades públicas ou privadas, com vista à erradicação ou atenuação da pobreza e da exclusão e à promoção do desenvolvimento social.

O que se propõe é que em cada comunidade se criem novas formas de conjugação de esforços, se avance na definição de prioridades e que, em suma, se planeie de forma integrada e integradora o esforço coletivo através da constituição de um novo tipo de parceria entre entidades públicas e privadas com intervenção nos mesmos territórios. Esta parceria baseia-se na igualdade entre os parceiros, na consensualização dos objetivos, e na concertação das ações desenvolvidas pelos diferentes agentes locais.

Que impactos são esperados?

  • Possibilitar a articulação e adaptação das políticas e medidas de âmbito nacional, aos problemas e necessidades locais;
  • Aumento da capacidade de deteção e resolução de problemas individuais, gerando respostas específicas para necessidades específicas;
  • Transformar a cultura e práticas dos serviços e instituições locais, no sentido de uma maior transparência e da abertura a outras entidades e às populações;
  • Implementar sistemas de informação eficazes, permitindo a produção e atualização de diagnósticos locais, bem como, a difusão da informação, a todos os agentes e entidades interessadas;
  • Incrementar a participação e mobilização dos destinatários dos programas e projetos de intervenção social.

 

Pretende-se assim, TRANSFORMAR cada programa, cada medida, cada recurso, em fator de crescimento e desenvolvimento, no sentido da eliminação da pobreza e exclusão, proporcionando a cada cidadão condições de vida, em igualdade de oportunidades.

Anexos:

Resolução do Conselho de Ministros n.º 197/97

Decreto-Lei n.º 115/2006

Hoje
Hoje
Mín C
Máx C
Amanhã
Amanhã
Mín C
Máx C
Depois
Depois
Mín C
Máx C